Informações sobre Proteção Solar para combater a Desinformação

Adaptação Luis R. Miranda
NaturalNews.com
01 de julho de 2011

Se você pergunta às pessoas sobre proteção solar é muito provável que você obtenha uma montanha de desinformação de uma pessoa que foi mal informada pelas autoridades de saúde e os meios de comunicação. Quase tudo o que você ouve sobre protetores solares na mídia tradicional é falso. Então aqui está um guia rápida com as sete coisas mais importantes que você precisa saber sobre proteção solar, luz solar e vitamina D:

# 1) A Food and Drug Administration (FDA), cujas normas são adotadas em todo o mundo, se recusa a permitir o uso de ingredientes naturais em protetores solares.

É verdade: Se você criar um protector solar verdadeiramente natural com proteção solar natural, você nunca será capaz de vendê-lo como um “filtro solar”. Isso ocorre porque o FDA decide o que pode ser usado como protetor solar e o que não pode, independentemente do que realmente funciona no mundo real. E há realmente apenas dois ingredientes naturais que a FDA permite usar nos produtos de proteção solar, o óxido de zinco e dióxido de titânio.

Qualquer outro ingrediente natural em produtos de protecção solar, que seja vendido como “protetor solar” é considerado mal rotulado pelo FDA, e o resultado é que esta agência confisca tais produtos … mesmo se eles oferecem proteção solar.

Não é surpreendente que este monopólio total sobre as propriedades químicas dos protetores solares seja usado para proteger os lucros das empresas químicas, marginalizando as empresas de produtos naturais para desenvolver soluções que poderiam facilmente ser muito melhores. Eu pessoalmente tenho conversado com os fundadores das empresas de diversos produtos de saúde que descobriram formulações surpreendentes usando nada mais do que plantas, mas o FDA não permitirá que eles comercializem os seus produtos como protetor solar!

É apenas mais um exemplo de como a FDA fica no caminho da inovação em saúde.

# 2) Quase todos os protectores solares convencionais contêm substâncias cancerígenas

Leia a lista de ingredientes de qualquer protector solar vendido em supermercados e farmácias, ou qualquer loja convencional.

Você não será capaz de pronunciar a maioria das substâncias químicas encontradas na lista de ingredientes. Isso porque a maioria dos protectores solares são formulados com substâncias químicas que causam câncer ou outras doenças, que causam odores fortes, como os parabenos, álcool, solventes fortes, produtos químicos tóxicos obtidos do petróleo. Um protector solar típico literalmente faz um ataque químico em seu corpo. É por isso que a pesquisa mostra que o uso de protetores solares causa mais câncer do que previne. Leia sobre isso aqui.

# 3) Em uma nação onde mais de 70% da população é deficiente de vitamina D, o protetor solar realmente bloqueia a produção de vitamina D.

A deficiência de vitamina D é provavelmente mais comum no Hemisfério Norte. Segundo a pesquisa, 70 por cento das pessoas brancas são deficientes em vitamina D. Leia sobre isso aqui (http://www.naturalnews.com/030598_v …).

A deficiência crônica de vitamina D promove o câncer (http://www.naturalnews.com/031560_v gripe inverno …), e infecções, depressão, osteoporose e desequilíbrios hormonais. A vitamina D produzida naturalmente pelo corpo sozinho pode evitar entre 50% e 80% de todos os cânceres (http://www.naturalnews.com/021892.html).

Ao bloquear a produção de vitamina D na pele, os produtos de protecção solar realmente contribuem para o câncer e a promoção de deficiências nutricionais.

Isso não significa que você deve parar de usar um protector solar, claro. Se a sua pele é muito pálida e você está planejando um dia na praia, obviamente se beneficiaria de algum nível de proteção contra o sol usando um protetor solar verdadeiramente natural. Mas uma pessoa informada permitiria sua pele atingir um bronzeado saudável e natural (sim, um bronzeado é verdadeiramente saudável se combinado com uma boa nutrição, veja abaixo) quando se expõe sabiamente à luz solar para o corpo ativar a produção de vitamina D na pele.

# 4) Pode aumentar a resistência interna à luz do sol, dependendo do que você come.

Aqui está o verdadeiro segredo de exposição ao sol que nenhuma medicina convencional pode alcançar e que nenhum médico vai dizer (porque, como sempre, são lamentavelmente ignorantes sobre nutrição): Você pode aumentar a protecção solar do seu corpo consumindo alimentos ricos em antioxidantes e também consumindo “superalimentos” (superfoods).

Um suplemento de astaxantina, por exemplo, é conhecido por aumentar a resistência natural da pele as queimaduras solares. Seus carotenóides lipossolúveis são realmente transportados para as células da pele que a protegem contra a exposição aos raios UV.

Quando você tem mais antioxidantes naturais em sua dieta, sua pele é mais capaz de evitar queimaduras. Quase todo mundo acredita, erradamente, que a as queimaduras são menores o maiores por causa de um fator genético. Eles estão errados. Você pode melhorar dramaticamente a sua resistência aos raios UV fazendo mudanças em sua dieta.

Eu sou um grande exemplo disso, na verdade, porque eu queimava minha pele depois de ficar no sol somente 20 ou 30 minutos, quando eu estava em uma dieta de junk food. Mas agora, com superfoods e suplementos nutricionais todos os dias, posso passar horas sob o sol e minha pele só vai ficar um pouco vermelha (e desaparece em poucas horas sem causar queimaduras ou descamação da pele).

Exceto uma vez que eu fiz uma visita de um dia a um parque aquático, eu não uso filtro solar há mais de 8 anos. Eu passo muito tempo no sol, e eu não tenho absolutamente nenhuma preocupação sobre o câncer de pele. Minha pele, a maioria das pessoas me dizem, é consideravelmente mais jovem que minha idade biológica. Isto não e por causa dos produtos de proteção solar, mas a boa nutrição. Exposição ao sol não faz com que a sua pele fique velha se você segue uma dieta de alta densidade nutricional.

# 5) A exposição a raios UV não causa câncer de pele.

É um mito médico que “a exposição aos raios UV causam câncer de pele.” Este equívoco é uma fabricação total da comunidade de médicos ignorantes (dermatologistas) e empresas que fazem produtos de protecção solar para lucrar.

A verdade é realmente mais complicada: O câncer de pele pode ser causado se uma pessoa é exposta aos raios UV e tem práticas nutricionais que criam vulnerabilidade crônica na pele.

Para que uma pessoa tenha câncer de pele, em outras palavras, você tem que comer uma dieta de junk food, evitar antioxidantes protetores, e depois também expor sua pele excessivamente ao sol. Esses três elementos são necessários. A medicina convencional ignora completamente a influência da dieta e se concentra totalmente em um fator: Usar Protetor Solar versus não usar Protetor Solar. Esta é uma abordagem unidimensional é muito simplista ao ponto de ser enganosa.

A indústria médica parece não querer que as pessoas entendem que você pode literalmente comer o seu caminho para uma pele mais saudável. É incrível, realmente: Sua pele é feita dos alimentos que você come. Como e que sua dieta não pode afectar a saúde de sua pele? No entanto, ninguém na medicina convencional – não os dermatologistas, médicos ou reguladores de saúde – têm a honestidade intelectual de admitir que o que comemos determina em grande parte como a nossa pele reage aos raios UV.

# 6) Não todos os protetores solares “naturais” são realmente naturais.

Tenha cuidado ao comprar os chamados filtros solares “naturais”. Embora existam alguns bons por aí, muitos são apenas alguns exemplos do ambiente de lavagem cerebral, onde eles usam termos como “natural” ou “orgânico”, mas ainda tem um monte de produtos químicos neles.

Uma boa guia para saber quais produtos de protecção solar não são naturais, é o site do Grupo de Trabalho Ambiental (EWG) em: http://www.ewg.org/skindeep/

Alguns dos produtos que são verdadeiramente naturais incluem Loving Naturals Sunscreen e Badger All Natural Sunscreen. Leia os rótulos de ingredientes. Não use produtos de protecção solar que contém ingredientes que soam como produtos químicos:

• Metil …
• propil …
• butil …
• Etyl …
• Triet …
• Diet…
etc

Compre produtos de protecção solar sem cheiros, a menos que você goste de cobrir a pele com fragrâncias químicas artificiais. Um protector solar típico tem mais do que uma dúzia de fragrâncias químicas causadoras de câncer que são absorvidas pela pele. A maioria dos protetores solares, quando aplicados conforme as instruções, sao banhos químicos que fazem muito mal no seu fígado é que podem causar câncer.

# 7) Muitos protetores “livres de produtos químicos” estão carregados com produtos químicos

Faça uma Amazon.com para produtos de protecção solar “livres de produtos químicos” e veja uma lista de:

Jason Natural Cosmetics – Earth’s Best Sun Block Chemical Free, 4 oz cream

Clique sobre o produto e você vai encontrar uma lista de ingredientes, incluindo: C12-15 Alkyl Benzoate, Caprylic/Capric Triglyceride, Sorbitan Isostearate, Sorbitan Sesquioleate, Ethylhexyl Palmitate, Ethyl Macadamiate, Calcium Starch Octenylsuccinate, Stearalkonium Hectorite.

Então, como é que esses produtos não são produtos químicos? Etilhexil palmitato não é um produto químico? Quem são essas pessoas que querem nos enganar? A descrição de Amazon.com (título) deste produto é falsa. Para ser justo, no entanto, o título do produto parece ter sido adicionada no sistema Amazon.com pelo vendedor e não pela empresa Jason. Mas é um exemplo de como a informação proveniente de fornecedores de Internet muitas vezes pode ser enganosa.

Sempre leia os ingredientes de qualquer protector solar antes de usar.

Cuidado com o campo minado de desinformação sobre produtos de proteção solar

Produtos de proteção solar, talvez mais do que qualquer produto de outros cuidado pessoal, carregam informação “oficial” distribuída através da mídia que é desesperadamente enganosa (para não dizer falsa). Surpreendentemente, ninguém na mídia ou o governo está disposto a admitir que fragrâncias químicas são ruins para sua saúde. Da mesma forma, ninguém está disposto a admitir que os produtos químicos são colocados na pele são absorvidos através da pele.

Se estas duas verdades não sao reconhecidas, o resto do que eles dizem sobre filtros solares é conversa inútil. Qualquer discussão honesta sobre proteção solar deve reconhecer a verdade simples que os produtos químicos são colocados na pele são absorvidos através da pele, e que os produtos solares são feitos de um cocktail de produtos químicos que causam câncer.

Esta é a verdade sobre os protectores solares que tanto a indústria do câncer como os que fabricam produtos de proteção solar não querem que você ouça. É o pequeno segredo sujo: quanto mais você usá estes produtos, mais chances de que seu corpo fique doente (e que os centro de “tratamento” do câncer utilizem mais produtos químicos letais conhecidos como quimioterapia.)

Portanto, tenha cuidado ao comprar. Produtos de proteção solar são um campo minado de mentiras, desinformação e fraude para mantê-lo ignorante da importância da exposição ao sol e os riscos à saúde associados ao uso de substâncias químicas que causam câncer de pele.

Use apenas produtos de protecção solar verdadeiramente naturais (quando necessário) e tente construir um bronzeado saudável, consumindo superfoods e antioxidantes na sua dieta. Considere a adoção de astaxantina e outros nutrientes lipossolúveis. Beber sucos de frutas todos os dias, e comer vegetais que contêm nutrientes importantes. Exponha-se à luz solar sabiamente para criar um bronzeado saudável e você não precisa de protetor solar. Ao contrário do que todas as campanhas que todos nós temos ouvido, um bronzeado saudável é realmente um bom sinal de que estamos recebendo adequada síntese de vitamina D em nossa pele.

The Sunscreen Info to fight Sunscreen Disinfo

NaturalNews.com
June 27, 2011

Ask somebody about sunscreen and you’re likely to receive an earful of disinformation from a person who has been repeatedly misinformed by health authorities and the mainstream media. Almost nothing you hear about sunscreen from traditional media channels is accurate. So here’s a quick guide to the 7 most important things you need to know about sunscreen, sunlight and vitamin D:

#1) The FDA refuses to allow natural sunscreen ingredients to be used in sunblock / sunscreen products

It’s true: If you create a truly natural sunscreen product using exotic botanicals with powerful sunscreen properties, you will never be able to market it as a “sunscreen” product. That’s because the FDA decides what can be used as sunscreen and what can’t, regardless of what really works in the real world. And there are really only two natural ingredients the FDA has allowed to be sold as sunscreen: Zinc oxide and titanium dioxide.

Any other non-chemical sunscreen ingredients, if sold as “sunscreen,” would be considered mislabeled by the FDA and result in your products being confiscated… even if they offer fantastic sunscreen protection!

Not surprisingly, this whole monopoly over sunscreen chemicals is designed to protect the profits of the chemical companies while marginalizing the natural product companies which could easily formulate far better solutions. I have personally spoken to the founders of several health product companies who have figured out amazing sunscreen formulations using nothing but natural botanicals, butthe FDA won’t let them market their products as sunscreen products!

It’s just another example of the FDA standing in the way of health innovation.

#2) Nearly all conventional sunscreen products contain cancer-causing chemicals

Read the ingredients list of any sunscreen product sold at Wal-Mart, or Walgreens, or any other mainstream store. I dare ya!

You will not be able to pronounce most of the chemicals found in the ingredients list. That’s because most sunscreen products are formulated withcancer-causing fragrance chemicals, parabens, harsh alcohols, toxic chemical solvents and petroleum oils. A typical sunscreen product is actuallya chemical assault on your body. That’s why research shows that using sunscreen actuallycausesmore cancer than it prevents (http://www.naturalnews.com/023317_s…).

#3) In a nation where over 70% of the population is vitamin D deficiency, sunscreen actually blocks vitamin D production

Vitamin D deficiency is perhaps the most widespread vitamin deficiency in North America. According to the research, 70 percent of whites are deficient in vitamin D, and up to97 percent of blacksare deficient (http://www.naturalnews.com/030598_v…).

Chronic vitamin D deficiency promotes cancer (http://www.naturalnews.com/031560_v…), winter flu and infections, depression, osteoporosis and hormonal imbalances. Depending on whom you believe, vitamin D alone can prevent anywhere from 50% to nearly 80% of all cancers (http://www.naturalnews.com/021892.html).

By blocking vitamin D production in the skin,sunscreen products actually contribute to cancer-promoting nutritional deficiencies.

This doesn’t mean you should never wear a sunscreen product, of course. If your skin is really pale and you’re planning a day on the beach in Hawaii, you will obviously benefit from some level of sun protection using a truly natural sunscreen product. But an informed health-conscious person would try to allow their skin to achieve a natural, healthy tan (yes, a tan truly is healthy if it’s combined with good nutrition, see below) through sensible exposure levels that activate vitamin D production in the skin.

#4) You can boost your internal sun resistance by changing what you eat

Here’s the real secret about sun exposure thatno onein conventional medicine is talking about (because, as usual, they are woefully ignorant about nutrition): You can boost your internal sunscreen by eating antioxidant-rich foods and superfoods.

The supplement astaxanthin, for example, is very well known for boosting your skin’s natural resistance to sunburn. Its fat-soluble carotenoids are actually transported to skin cells where they protect those cells from UV exposure.

The more natural antioxidants you have in your diet, the more sunlight your skin will be able to handle without burning. Nearly everyone mistakenly believes that a person’s sunlight burn response is purely a genetic factor. They’re wrong. You can radically improve your resistance to UV exposurethrough radical dietary changes.

I’m a great example of this, actually, as I used to burn in just 20 – 30 minutes of sunlight when I was on a junk food diet years ago. But now, as someone who eats superfoods and high-end nutritional supplements every day, I can spend hours in the sun and will only turn slightly red (which fades a few hours later and does not result in a burn or skin peeling).

Except for one time on an all-day visit to a water park, I have not worn sunscreen in over 8 years. I spend a large amount of time in the sun, and I have absolutely no concerns whatsoever about skin cancer. My skin, most people tell me, looks significantly younger than my biological age. That’s not from sunscreen; it’s from nutrition. Sun exposure does not make your skin “age” if you follow a high-nutritional density diet.

#5) UV exposure alone does not cause skin cancer

It is a complete medical myth that “UV exposure causes skin cancer.” This false idea is a total fabrication by the ignorant medical community (dermatologists) and the profit-driven sunscreen companies.

The truth is actually more complicated: Skin cancer can only be caused when UV exposure is combined with chronic nutritional deficienciesthat create skin vulnerabilities.

To create skin cancer, in other words, you have to eat a junk food diet, avoid protective antioxidants, and then also experience excessive UV exposure. All three of those elements are required. Conventional medicine completely ignores the dietary influences and focuses entirely on just one factor: Sunscreen vs. no sunscreen. This is a one-dimensional approach to the issue that’s grossly oversimplified to the point of being misleading.

The medical industry, it seems, does not want people to figure out they can literally eat their way to healthier skin. It’s amazing, actually: Your skin is made entirely out of the food you eat, so how could your diet not affect your skin health? Yet no one in conventional medicine — not the dermatologists, not the doctors and not the health regulators — has the intellectual honesty to admit thatwhat you eat largely determines how your skin reacts to UV exposure.

#6) Not all “natural” sunscreen products are really natural

Be careful when shopping for so-called “natural” sunscreen products. While there are some good ones out there, many are just examples ofgreenwashing, where they use terms like “natural” or “organic” but still contain loads of synthetic chemicals anyway.

A good guide for checking on sunscreen products is theEnvironmental Working Groupguide (EWG) at:
http://www.ewg.org/skindeep/

Some of the products that aretrulynatural includeLoving Naturals sunscreenandBadger All Natural Sunscreen. Read the ingredients labels to see for yourself. Don’t use any sunscreen product containing ingredients that sound like chemicals:

• Methyl…
• Propyl…
• Butyl…
• Ethyl…
• Trieth…
• Dieth…
etc.

Always buy unscented sunscreenunless for some reason you just enjoy coating your skin with artificial perfume chemicals. A typical sunscreen product is made with over a dozen cancer-causing fragrance chemicals, and they’re absorbed right through your skin. Most sunscreens, when applied as directed, are really justtoxic chemical bathsthat heavily burden your liver and can give you cancer.

#7) Many “chemical free” sunscreens are loaded with chemicals

Search Amazon.com for “chemical free natural sunscreen” and you’ll see a listing for:

Jason Natural Cosmetics – Earth’s Best Sun Block Chemical Free, 4 oz cream

Click on the product and you’ll find a listing of its ingredients which includes: C12-15 Alkyl Benzoate, Caprylic/Capric Triglyceride, Sorbitan Isostearate, Sorbitan Sesquioleate, Ethylhexyl Palmitate, Ethyl Macadamiate, Calcium Starch Octenylsuccinate, Stearalkonium Hectorite

So how are those not chemicals? Ethylhexyl Palmitate is NOT a chemical? Who are these people kidding? The Amazon.com description (title) of this product is false and misleading. In all fairness, however, this product title looks like it was added into the Amazon.com system by the vendor and not the Jason company itself. But it’s an example of how the information you see from online vendors can often be misleading.

Always read the ingredients of any sunscreen product before using it. Don’t poison yourself with sunscreen!

Beware the disinfo minefield surrounding sunscreen products

Perhaps more with sunscreen than any other personal care product, the “official” information distributed through the mainstream media is hopelessly misleading (if not downright false). Remarkably, no one in the media or the government is even willing to admit that fragrance chemicals are bad for your health. Similarly, no one is willing to admit thatthe chemicals you put on your skin get ABSORBED by your skin.

Without those two truths being acknowledged right up front, the rest of whatever they say about sunscreen is worthless babble. Any honest talk about sunscreen must acknowledge the simple truth that the chemicals you put on your skin get absorbed into your skin, and that most sunscreen products are made out ofa chemical cocktailof cancer-causing substances.

This is the truth about sunscreen that both the sunscreen industry andthe cancer industrydoesn’t want you to hear. It’s the dirty little secret of sunscreen: The more you use, the more you CAUSE cancer in your body! (And the more money the cancer centers make “treating” your cancer with yet more deadly chemicals known aschemotherapy.)

So buyer beware. Sunscreen products are a minefield of lies, fraud and disinformation designed to keep you ignorant of the importance of sun exposure as well as the health risks associated with using cancer-causing chemicals on your skin.

Stick with truly natural sunscreen products (when needed) and try to build up a healthy tanwhile consuming large quantities of superfoods and antioxidantsin your diet. Consider taking astaxanthin or other fat-soluble nutrients on a regular basis. Engage in daily juicing of fresh fruits and vegetables which are loaded with living nutrients. Time your sun exposure to build up a healthy tan so that you don’t need sunscreen at all. Contrary to all the misinformation we’ve all been fed, a healthy tan is actually a good sign that you’re achieving adequate vitamin D synthesis in your own skin.