Edificios Ecológicos são perigosos, diz Instituto de Medicina

Tradução de Luis R. Miranda

Fox News
08 de junho de 2011

Edifícios conhecidos como “ecológicos” podem ser realmente prejudiciais à sua saúde. Esse é um dos muitos avisos de um novo relatório do Institute of Medicine, que avaliou o impacto potencial da mudança de clima em ambientes fechados.

O relatório adverte que as mudanças climática podem afetar adversamente a qualidade do ar interior de várias maneiras. Mas os cientistas responsáveis ​​pelo estudo advertem que os proprietários e as empresas também podem agravar o problema através da implementação de melhorias da eficiência energética cujos riscos para a saúde não foram testados.

“Mesmo com as melhores intenções, podem surgir problemas como o impacto da saúde no interior do ambiente porque não tem sido suficientemente analisado para determinar seus efeitos sobre a segurança do ocupante e da sua saúde”, disse o relatório.

Para poupar custos e reduzir as emissões, proprietários de imóveis costumam achar formas de vedar vazamentos e economizar energia. O ponto é que os edifícios não são apenas “aclimatados”, mas também mudam o ambiente interior.

Ao tornar os edifícios mais herméticos, os proprietários de imóveis podem aumentar “as concentrações de poluentes e umidade do ar”, disse o relatório. Adicionar isolamento ao ambiente pode provocar problemas de humidade. Para fazer melhorias nas casas mais antigas, os equipamentos pode emitir materiais perigosos que vão desde amianto até químicos nas colas que são prejudiciais – embora este problema não é exclusivo das melhorias para o uso mais eficiente da energia.

O relatório não pediu que os proprietários e as empresas parem de fazer melhorias de eficiência energética. Por outro lado, defendeu uma abordagem mais abrangente, exortando as organizações para controlar os efeitos colaterais de várias melhorias e minimizar os “riscos inesperados para a saúde” que podem surgir de novos materiais e técnicas de resfriamento.