Roleta Genética: A aposta de Nossas Vidas

POR LUIS MIRANDA | THE REAL AGENDA | OUTUBRO 11, 2012

Estão você e sua família do lado errado de uma aposta? Essa é uma das questões levantadas pelo novo documentário Roleta Genética: A Aposta de Nossas Vidas. O documentário foi produzido pelo Instituto de Tecnologia Responsável.

Os organismos geneticamente modificados (OGM) são agora parte da comida, mas não sao devidamente rotulados para que o consumidor possa tomar uma decisão informada sobre que tipo de produtos deve levar para casa para suas famílias. Embora os OGM foram proibidos ou restritos em muitos países do mundo desenvolvido, os Estados Unidos e outros muitos países do terceiro mundo não tem emitido tais proibições ou limitações e as suas populações são expostas diariamente aos OGM.

Em os EUA, o governo tem continuamente ignorado os resultados de estudos que alertam sobre os perigos que os transgênicos representam para a saúde humana. A principal razão para sua recusa à proibição de OGM decorre do fato de que as agências governamentais que deveriam proteger os consumidores de alimentos inseguros são dirigidas por ex-chefes de Monsanto, DuPont, Cargill e Syngenta, que apesar de ter um conflito de interesses foram chamados pela Casa Branca para trabalhar como czares de segurança alimentar.

Atualmente, os EUA permite o cultivo, colheita e utilização de organismos geneticamente modificados para a produção de milhares de produtos que acabam nas mesas de toda a América e ao redor do mundo. A recusa a estudar formalmente os efeitos que os OGM têm sobre os seres humanos ou acolher os resultados de estudos realizados de forma independente, sem dúvida, beneficiou a produção e venda de produtos alimentares que contem OGM sem estes serem identificados.

Os governos que não avaliam cuidadosamente, e que, depois de verificar as ameaças apresentadas pelos OGM, recusan-se a proibir a sua produção e utilização nos  alimentos estão — como o título do documentário diz — brincando de roleta russa com a saúde das pessoas. Funcionários públicos — que na realidade trabalham para as grandes corporações bioquímicas — estão arriscando a saúde de todos e estão preparando o palco para causar doenças e morte em massa em suas populações. As conseqüências se estenderão para as futuras gerações.

“Depois de duas décadas, os médicos e os cientistas descobriram uma tendência séria. Os mesmos graves problemas de saúde encontrados em animais de laboratório, o gado e os animais domésticos que foram alimentados com organismos geneticamente modificados estão aumentando na população dos EUA e muitos outros países na Ásia, África e América. E quando as pessoas e os animais param de comer organismos geneticamente modificados (OGM), a sua saúde melhora. Mas as advertências destes cientistas encontraram ouvidos surdos em órgãos do governo que supostamente são responsáveis pela segurança dos alimentos que você come.

Em 19 de Setembro, foi relatado como os cientistas de CRIIGEN descobriram como o milho OGM é responsável pela morte prematura e de causar câncer. Em um estudo publicado no “Food and Chemical Toxicology“, os pesquisadores liderados pelo professor Gilles-Eric Séralini descobriram que ratos alimentados com uma dieta contendo milho NK603 RoundupReady ou beberam água contaminada em níveis permitidos para uso em OGMs, desenvolveram câncer e morreram rapidamente, antes que os ratos alimentados com uma dieta padrão.

Anteriormente, em 14 de setembro, os cientistas da Fundação Safe Food, informaram sobre a forma como o trigo transgénico poderia potencialmente alterar o Genoma Humano para “silenciar” genes ao ser ingerido. Judy Carman, diretora de bioquímica de IHERS em Flinders University, disse em seu discurso que o transgene tinha o potencial para silenciar genes humanos, o que poderia ter sérias complicações.

O mesmo tipo de reacções observadas em estudos pela Fundação Safe Food e CRIIGEN são encontrados em estudos e histórias pessoais que aparecem no documentário Roleta Genética. O filme apresenta evidências convincentes e documentos que mostram os perigos dos OGM, bem como os depoimentos de vários médicos e cientistas. O filme explica como esses genes criados em laboratório deterioram a saúde das pessoas, especialmente as crianças, e oferece sugestões que qualquer um pode implementar para proteger-se a si mesmo e suas famílias.

Para saber mais sobre como a engenharia genética dos alimentos e produtos ameaça todas as formas de vida, leia o nosso relatório aqui. É altamente recomendado que você assista Roleta Genética: A Aposta de Nossas Vidas e dissemine a informaçao sobre os perigos dos OGM para todos que você conhece. Além disso, faca parte da nossa campanha no Facebook para apoiar a rotulagem adequada de OGM em produtos alimentares.

Mais informacao en: http://geneticroulettemovie.com e http://responsibletechnology.org

Adquira o DVD: http://seedsofdeception.com/store/dvdcd?product_id=124

Doe para apoiar o Institute for Responsible Technology: http://www.responsibletechnology.org/donategr

The Real Agenda permite a reprodução do conteúdo original publicado no site APENAS através das ferramentas fornecidas no final de cada artigo. Por favor, NÃO COPIE o conteúdo do nosso site para redistribuir ou para enviar por e-mail.

CSIRO Iniciará Experimentos com Trigo Transgênico em Humanos

ABC News
Tradução Luis R. Miranda
1 de julho de 2011

CSIRO tem sido autorizada para conduzir os primeiros experimentos com trigo geneticamente modificado em humanos. A empresa obteve a autorização na Austrália.

Genes do trigo foram modificados para reduzir o índice glicêmico e aumentar a fibra para criar um produto que irá melhorar a saúde intestinal e aumentar o valor nutricional, indica a empresa.

Pela primeira vez, este produto transgénicos está sendo cultivado em ensaios ao ar livre no ACT.

Matthew Morell, funcionário da CISRO diz que a empresa já experimento com animais realizando ensaios de até três meses.

“Tendo como base estes experimentos com animais, gostaríamos de passar para humanos”, disse ele.

Dr. Morell acredita este e o primeiro do tipo com trigo transgénico. Nenhum tipo de trigo geneticamente modificado foi aprovado para cultivo na Austrália.

“Na Austrália, esse seria o caso”, disse ele. “Internacionalmente, eu não estou ciente de quaisquer outros.”

Mas Laura Kelly da Greenpeace diz que deveria haver experimentos de alimentação animal por pelo menos dois anos.

“Você pode ver que eles não têm intenção de testar os efeitos negativos para a saúde devido ao curto período de tempo dos experimentos e como eles querem usar esse material para as pessoas”, disse ela.

CSIRO desenvolveu as linhas de trigo em uma parceria que inclui a maior empresa de grãos da Europa chamada Limagrain.

Os experimentos humanos começaram em seis meses.