Países Europeios Confiscam Pensões dos Trabalhadores

Versão Português Luis R. Miranda

EUA não é o único lugar que está enfrentando uma grande crise com os fundos de pensão. O Christian Science Monitor presenta este relatório alarmante:

Os planos de pensões são uma fonte útil de renda para os governos que não querem reduzir os gastos ou privatizar. Como a maioria dos esquemas de pensões, na Europa estes são organizados pelo Estado, e os ministros europeus de Finanças tem um acesso mais fácil à poupança acumulada ali, e, claro, tentam conseguir esse dinheiro para seus próprios propósitos. Nas últimas semanas tenho observado cinco tentativas desse tipo: três estao relacionadas a planos de poupança privada e duas a fundos nacionais ou públicos.

O exemplo mais marcante é a Hungria, onde no mês passado o governo fez uma oferta que os cidadãos não puderam recusar. Eles podiam dar suas poupanças e pensões para o Estado, ou perder o direito à pensão mínima (mas ainda teriam a obrigação de contribuir para este fundo.) Deste modo, com extorsão, o governo quer ganhar o controle de mais de US $ 14 bilhões de dólares em aposentadorias e contas de poupança.

O artigo passa a detalhar a ilegalidade do esquema de pensões, na Bulgária, Polónia, França e Irlanda. Obviamente, este é um aviso para os Estados Unidos e outros países onde os governos controlam ou regulam os planos  de pensões. Se a austeridade fiscal torna-se um problema real, como na Europa – eu não acho que os parlamentares dos EUA ou qualquer outro país terao respeito pelos bens pessoais ou o dinheiro que antes era considerado sagrado. O governo tem o hábito de cuidar de si mesmo primeiro, segundo e terceiro.