Espanha estende Ocupação Americana de Cádiz

Presença dos EUA durará até 2021.

POR LUIS MIRANDA | THE REAL AGENDA | OUTUBRO 5, 2012

O Governo da Espanha autorizou a assinatura do acordo militar entre a Espanha e os EUA para permitir a implantação de um sistema de escudo anti mísseis na Base Naval de Rota, em Cádiz.

O Governo concedeu poderes plenipotenciários para o Ministro da Defesa, Pedro Morenés, assinara a  modificação do acordo. Morenés selará o acordo com o secretário de defesa dos EUA, Leon Panetta, na próxima semana, em uma reunião da OTAN em Bruxelas.

Morenés e o Ministro das Relações Exteriores, José Manuel García-Margallo, pediram para comparecer diante do Congresso para informar sobre a reforma, que deve ser ratificada pelo Parlamento. A reforma, foi realizada em julho passado pelas delegações de Espanha e os EUA, e descreve o equipamento a ser implantado em Rota, no início de 2014. Inclui quatro destróieres Arleigh Burke equipados com o sistema de combate Aegis, e cerca de 1.100 soldados norte-americanos.

Com este novo acordo, os Estados Unidos continua a sua política de militarização do planeta. No mês passado, informamos sobre um acordo entre os Estados Unidos e o Japão para implantar um sistema de escudo antimísseis semelhante no país asiático. A negóciacao foi concluída, enquanto o as relações  diplomáticas entre China e Japão pioraram por causa de disputas territoriais.

O acordo assinado pela Espanha estabelece o teto de tropas militares norte-americanas em 4750. Sob o acordo, o principal objetivo do escudo antimísseis é colaborar no sistema de defesa de mísseis contra ameaças de mísseis balísticos como os desenvolvidos pelo Irã e pela Coréia do Norte, mas também fazer outras atividades sob os laços bilaterais através de operações da OTAN.

O acordo para implantar o sistema de escudo antimísseis foi fechado durante reuniões na quarta-feira e quinta-feira em Madri pelas delegações dos dois países, que incluíram o Ministro de Defesa Pedro Morenés e seu colega dos EUA, Leon Panetta. Os dois homens encontraram-se no Pentágono.

A modificação do protocolo de acordo entre os militares dos EUA e Espanha é um texto muito curto, e inclui a extensão do acordo que será estendido por oito anos até 2021. O atual acordo foi assinado em 1988. Desde 2011, tem sido renovado automaticamente a cada ano.

A luz verde para a implantação do sistema de anti mísseis na Base Naval de Rota foi aprovado em outubro de 2011, pelo ex-primeiro-ministro espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, com a aprovação de Mariano Rajoy. A principal mudança nas negociações tem sido a de adicionar uma cláusula que estende o acordo militar por oito anos até 2020. O acordo será renovado automaticamente de ano para ano, mas o Pentágono busca garantias de longo prazo para a permanência que justifique o investimento na base de Cádiz.

Já em Outubro de 2011, a ex-ministra das Relações Exteriores, Trinidad Jimenez, respondeu a perguntas sobre o sigilo da adoção por Rodriguez Zapatero dizendo que não havia nada de secreto sobre o acordo para que os americanos ocuparam a Base Naval de Rota. “Foi uma surpresa para aqueles que não estao bem informados”, disse.

Jimenez disse também que Cádiz iria-se beneficiar da criação do escudo antimísseis na Base Naval de Rota. Ele vai “renovar toda a área”, explicando que criaria novos postos de trabalho, gerando empregos indiretos para a manutenção das instalações.

About Luis Miranda
The Real Agenda is an independent publication. It does not take money from Corporations, Foundations or Non-Governmental Organizations. It provides news reports in three languages: English, Spanish and Portuguese to reach a larger group of readers. Our news are not guided by any ideological, political or religious interest, which allows us to keep our integrity towards the readers.

Comments are closed.