Advertisements

Debacle de Facebook poderia prejudicar ainda mais a Economia

Se parece uma fraude e cheira como uma fraude, é provavelmente uma fraude.

Zuckerberg e Thiel venderam milhões de ações

POR LUIS MIRANDA | THE REAL AGENDA | 23 MAIO 2012

Os investidores não parecem ter tomado nota da bolha technológica que explodiu anos atrás e decidiram confiar na crescente popularidade do Facebook e colocar seu dinheiro na fama da empresa. Apesar das advertências de especialistas em investimentos sobre os investimentos de risco em empresas de tecnologia, cujo verdadeiro valor não se reflete no número de pessoas que estão dispostas a dar a National Security Agency (NSA) a sua informação pessoal em troca de aparecer sofisticado, investidores gananciosos de  decidiram aceitar outro fraude que foi anunciado há algum tempo.

A oferta pública inicial de Facebook em si foi uma aposta muito arriscada para pessoas que se atreveram a tentar fazer dinheiro rápido aceitando a crescente da empresa no mundo. No entanto, algumas pessoas pulariam de um prédio alto sem pára-quedas, se tal ato estivesse embrulhado com palavras como “sofisticação”, “prometedor”, “moderno”, “bonito” e assim por diante. Depois de apenas três dias para vender ações, o valor dessas ações caiu 18 por cento, uma figura que poderia ter sido maior se as seguradoras não tivessem intervindo para manter a oferta à tona.

Embora as ações fictícias subiram em valor no início da venda, o seu valor caiu como um martelo para níveis muito menores a US $ 38. Para pequenos e médios investidores, isso já é um desastre, mas a situação poderia ficar ainda pior para aqueles que optem por manter a calma até que o preço se torne estável em seu valor real. A análise atual sobre o futuro da ação sugere que é provável que o preço caia para US $ 10 por ação. Isso é correto. Publicidade e o fenômeno cultural chamado Facebook não determina o valor real de suas ações. De acordo com uma análise feita pela Thomson Reuters StarMine, o preço correto deveria ser em torno de 9,59 dólares por ação. A maioria dos investidores devem estar se perguntando onde estava esta análise há uma semana.

Segundo a Reuters, a análise de preços múltipla indicam que as projeções de receita para a empresa irão chegar a um valor que reflete o crescimento no setor de tecnologia em geral. O futuro do Facebook mostra ganhos de cerca de 10,8 por cento, enquanto o preço pelo qual a empresa ofereceu suas ações mostram a inflação no valor de cerca de 24 por cento. Tal ves a queda no valor das ações é um fenômeno temporário? Não. Especialmente agora que alguns dos procedimentos para oferecer, vender e negociar ações do Facebook estão sob investigação e a prática pode passar por uma revisão cuidadosa por parte das autoridades.

Uma série de questões surgiram desde que o Facebook começou a oferecer ações a investidores, incluindo que Morgan Stanley cortou as suas previsões de receita, a venda maciça de ações de Facebook, a perda de 18 por cento em valor, um processo legal por um investidor depois que ele descobriu a fraude, informações privilegiadas dadas a investidores e assim por diante. No total, a venda de ações do Facebook se tornou em uma das mais rápidas transferências de dinheiro no passado recente, cerca de US $ 40 bilhões. “As acoes do Facebook estão muito altas. E como comprar alguma coisa que vale US$ 1 por US$ 1,98, simplesmente não faz sentido a esse preço”, diz Eddy Elfenbein, editor de Crossing Wall Street. “Se nós só levar em conta modelos básicos de previsão, as ações devem ter um preço de US$ 17 a $ 20, e isso e com uma série de variáveis.”

Segundo a CNBC, a Financial Industry Regulatory Authority está analisando as alegações que sugerem que Morgan Stanley compartilhou informações privilegiadas com alguns investidores pouco antes do início da venda. Essa informação, disse que as notícias eram negativas sobre Facebook. As denúncias levaram ao secretário da Commonwealth of Massachusetts, William Galvin, a emitir uma intimação para Morgan Stanley sobre as discussões que tiveram lugar dentro da empresa e com investidores sobre as ações do Facebook. Após as alterações serem feitas no documento S-1 de Facebook, em seguida foi apresentado a investidores do Morgan Stanley, antes de torna-lo disponível para a imprensa.

O desafio legal foi apresentado por um residente de Maryland, que processou o Nasdaq OMX Grupo. Phillip Goldberg diz em sua ação que a empresa foi negligente ao vender as acoes de Facebook, que por sua vez causou prejuízos para os investidores como ele. Nos documentos, ele diz que os atrasos nas compras têm causado a perda de seu dinheiro. A má gestão, diz ele, ocorreu em 18 de maio, o dia que Nasdaq começou a vender ações da Facebook. Mais investidores decidiram vender suas ações recentemente adquiridas, após a  falha de Nasdaq que não permitiu a conclusão de inúmeras ordens de pessoas que queriam um pedaço da fortuna do Facebook. “Toda a história de FB é um fiasco”, disse Jon Najarian, de TradeMonster.com. “O Nasdaq tem sangue nas mãos pelo que os mercados fechados causaram por mais de duas horas.”

Mas a situação com a tentativa frustrada de vender ações do Facebook não está enraizada em problemas técnicos ou mal-entendidos, mas na impossibilidade de vender um produto por um valor tão pouco razoável. Aqueles que tentaram fazer um dinheirinho rápido pagaram o preço por sua ganância. No entanto, é improvável que grandes investidores percam dinheiro neste novo capítulo de loucura financeira. No entanto, os pequenos investidores que não têm informações privilegiadas sobre o valor real do Facebook ainda querem comprar ações. Isto faz-nos fazem pensar se as ações de bancos como Morgan Stanley foram além do que faria uma seguradora tradicional. A mesma pergunta poderia ser feita sobre outros assinantes do Facebook como Goldman Sachs. Existem outras perguntas sobre a fraude de Facebook, por exemplo, se houveram apostas contra as ações e quanto dinheiro foi feito nas apostas. Não seria a primeira vez.

Mas talvez o mais repugnante é o fato de que uma vez que a venda de acoes começou, Mark Zuckerberg e um diretor da empresa, Peter Thiel, venderam milhões de ações para cobrar a sua parte do bolo. Mesmo os chefes da empresa não tinham confiança nas ações. Conforme relatado por Market Watch, o presidente-executivo, Mark Zuckerberg, vendeu 30,2 milhões de ações e o diretor Peter Thiel vendeu 16,8 milhões de ações da empresa. Esta informação foi confirmada pelos documentos apresentados e publicados na terça-feira. O ganho bruto recolhidos pelo Zuckerberg foi de US $ 1,13 bilhões, enquanto Thiel ganhou US $ 633 milhões dólares.

Entretanto, nem Facebook, nem Morgan Stanley estão dispostos a falar sobre o escândalo conhecido como o IPO Facebook. Mas alguns analistas financeiros e escritores estão dispostos a prever um futuro sombrio dado o fracasso do Facebook. Paulo B. Farrell de Market Watch acredita que o Facebook poderia destruir o pouco que resta da economia. Farrell colocou a empresa de redes sociais no top 12 como um candidato para acabar com a economia. “O que está acontecendo? Facebook está em apuros. Agora a empresa é um alvo de escrutínio público. E os avisos estão apenas começando “, disse Farrell em um artigo no Market Watch.

Advertisements

About Luis Miranda
The Real Agenda is an independent publication. It does not take money from Corporations, Foundations or Non-Governmental Organizations. It provides news reports in three languages: English, Spanish and Portuguese to reach a larger group of readers. Our news are not guided by any ideological, political or religious interest, which allows us to keep our integrity towards the readers.

Comments are closed.