Vacina Gardasil contaminada com DNA recombinante de HPV

Dr. Sing Lee encontrou DNA recombinante das cepas HPV-11 e HPV-18, que foi descrito como “firmemente aderido ao adjuvante de alumínio.”

rDNA encontrado em Gardasil foi criado geneticamente

NaturalNews.com
Setembro 20, 2011
Tradução de Luis R. Miranda

Na busca por respostas a respeito de por que meninas estão sofrendo danos devastadores à saúde depois de ser injetadas com vacinas contra o HPV, SANE Vax, Inc decidiu comprar frascos de Gardasil e testar em laboratório. Eles encontraram mais de uma dúzia de frascos de vacina Gardasil, que foram contaminados com DNA recombinante do vírus do papiloma humano (HPV). Os frascos foram adquiridos nos Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia, Espanha, Polónia e França, indicando que a contaminação da vacina Gardasil é um fenômeno global.

Isto significa que as adolescentes que são injetadas com essas vacinas estão sendo poluídas e expostas a perigo biológico – o rDNA de HPV. Na realização dos ensaios, o Dr. Sing Lee encontrou rDNA das cepas HPV-11 e HPV-18, que foram descritas como “firmemente ligadas ao adjuvante de alumínio.”

O fato que alumínio também é encontrado em vacinas deve ser alarmante por si só, já que o alumínio não deve ser injetado no corpo humano (porque é tóxico quando ingerido e, especificamente, danifica o sistema nervoso). Com a descoberta de que o adjuvante de alumínio também tinha fragmentos de DNA recombinante de duas cepas diferentes do vírus do papiloma humano, agora o alarme chega a um perigoso risco de contaminação biológica – mais como uma arma biológica em vez de algo como um medicamento.

Como SANE Vax explica em sua declaração, estes testes foram realizados depois que uma adolescente experimentou “artrite reumatóide grave somente 24 horas” depois de ser injetada com uma vacina contra o HPV. Ver relatório de SANE Vax aqui.

DNA recombinante de Gardasil foi criado geneticamente

O DNA recombinante que foi encontrado na vacina Gardasil não é “natural” do vírus HPV em si. Pelo contrário, é engenhado genéticamente através da utilização do código genético do HPV que é adicionado a vacinas durante a fabricação.

Como o Dr. Lee, o patologista que realizou testes laboratoriais para identificação do risco biológico de contaminação de Gardasil, disse:

“O DNA natural do HPV no sangue não permanece por muito tempo. No entanto, o DNA em Gardasil não é “natural”. É uma recombinante DNA do HPV (rDNA) – ingeniadp geneticamente – que é inserido em células de levedura para a produção de proteínas semelhantes ao vírus VLP (vírus-like-partícula). rDNA é conhecido por seu comportamento diferente do DNA natural. Ele pode entrar em uma célula humana, especialmente em uma lesão inflamatória causada pelos efeitos do adjuvante de alumínio, através de mecanismos pouco conhecidos. Uma vez que um segmento de DNA recombinante é introduzido em uma célula humana, as conseqüências são difíceis de prever. Na célula pode viver temporariamente ou ficar lá para sempre, com ou sem causar uma mutação. Agora, a célula hospedeira contem DNA humano assim como o DNA viral geneticamente produzido em laboratório. “

Crianças inocentes estão sendo injetados com rDNA do HPV produzido geneticamente

O que tudo isto significa é que, por meio da vacina Gardasil, meninas inocentes estão sendo injetadas com o DNA recombinante de HPV, que é um bio-infectante que persiste no sangue. As implicações disso são bastante graves, como o Dr. Lee explica:

“Uma vez que um segmento de DNA recombinante é introduzido em uma célula humana, as conseqüências são difíceis de prever. Na célula, sua presença pode ser temporária ou ficar lá para sempre, com ou sem causar uma mutação. Agora, a célula hospedeira continua tendo ambos tipos de DNA; o humano e o DNA viral. “

A indústria de vacinas, é claro, tem uma história longa e escura de vacinas contaminadas com o vírus causador de câncer e outros contaminantes. Veja este vídeo incrível do Dr. Hilleman representando a Merck, onde ele admite abertamente que as vacinas da pólio foram contaminados com SV40, o vírus que causa câncer.

O vídeo é chamado de “Científico de Merck admite presença de vírus SV40 e AIDS em vacinas.” Este vídeo foi narrado pelo Dr. Len Horowitz. Você pode ver a transcrição completa da entrevista extraordinária neste link.

Se você pensou que as vacinas eram seguras, pense novamente. Aprenda. Conheça a verdade, e por favor compartilhe esta história para que outros possam se informar.

Porque você acha que a indústria das vacinas tão fortemente solicita aos governos ser mantida imune a litígios e responsabilidade financeira quando uma vacina causa lesões em pacientes? Porque se você soubesse a verdade sobre como as vacinas causam autismo, câncer e até a morte, o prejuízo para essas empresas seria tão grande que eles iriam desaparecer!

Veja a mais recente entrevista com o Dr. Russell Blaylock, neurologo quem explica a fraude das vacinas e os perigos da vacina Gardasil.

Os perigos de Gardasil, com o Dr. Russell Blaylock

About Luis Miranda
The Real Agenda is an independent publication. It does not take money from Corporations, Foundations or Non-Governmental Organizations. It provides news reports in three languages: English, Spanish and Portuguese to reach a larger group of readers. Our news are not guided by any ideological, political or religious interest, which allows us to keep our integrity towards the readers.

Comments are closed.