Parem o Financiamento da Fraude do “Aquecimento Global”

Por Phyllis Schlafly
Versão Português Luis R. Miranda

Os profetas e os propagandistas do aquecimento global antropogénico, que gostam de viver em grande estilo com o dinheiro dos outros, se reuniram em Cancún, no México, onde as temperaturas de janeiro geralmente ficam em torno de 80 graus Fahrenheit. Deus deve ter um bom senso de humor, porque Cancun foi afetada pelas mais baixas temperaturas em cem anos durante a reunião.

O primeiro dia da conferência apresentou-se um discurso do presidente do México, Felipe Calderón, que falou com muita preocupação sobre o aquecimento global e os danos que os seres humanos estão perpetrando no planeta.

Ele citou a morte de 60 pessoas no México devido a condições meteorológicas extremas, mas não mencionou a morte de 22.000 causadas pelo tráfico de drogas ilegais.

O Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou que “temos que transformar radicalmente a economia global, baseando-la em baixas emissões de carbono e energia limpa.”O objetivo declarado de Barack Obama para transformar radicalmente os Estados Unidos tornou-se na transformação do mundo.

A 16 ª Conferência Anual da Organização das Nações Unidas sobre o aquecimento global (UNFCCC), chamada a COP 16 (Conferência das 16 Partes), atraiu cerca de 20.000 delegados de 194 países.

A conferência teve pouco a ver com a ciência da mudança climática e tudo a ver com a tentativa de fazer com que os Estados Unidos e outros países industrializados redistribuam o dinheiro da classes média e baixa para as nações mais pobres, sob a supervisão dos burocratas das Nações Unidas.

Assim como nas conferências anteriores sobre o aquecimento global, a COP 16, deliberadamente tentou enfrentar países pobres contra países ricos, incentivando os países pobres a exigir o que os países ricos tem, mas sem não ganhar ou pagar por isso.

Esta é a versão internacional da tática marxista de guerra chamada guerra de classe.

Os propagandistas do COP 16, culpam toda tragédia humana no alto padrão de vida desfrutado pelos países ricos.

Nosso consumo excessivo supostamente causa o aquecimento global. Somos culpados porque somos prósperos, por isso devemos supostamente pagar as nações pobres.

Na COP 15 em Copenhague há um ano, os burocratas de países pobres encurralaram os ricos, e concordaram que os Estados Unidos devia criar um fundo para o clima de US $ 30 bilhões de dólares até 2012 e reduzir os gases do efeito estufa em 17% abaixo dos níveis de 2005.

Esse fundo devia, eles disseram, crescer para 100 milhões até 2020.

Felizmente, as propostas de Copenhague não foram formalmente aprovadas. Barack Obama entrou e saiu sem nada, a China comunista recusou-se a limitar as suas emissões, e os ditadores do Terceiro Mundo, não conseguiram os US $ 100 000 000 000 esperados.

About Luis Miranda
The Real Agenda is an independent publication. It does not take money from Corporations, Foundations or Non-Governmental Organizations. It provides news reports in three languages: English, Spanish and Portuguese to reach a larger group of readers. Our news are not guided by any ideological, political or religious interest, which allows us to keep our integrity towards the readers.

Comments are closed.