Hormônios usados na menopausa aumentam risco de câncer

Versão em Português
Marilia Muller

Mulheres submetidas à terapia hormonal para tratamento da menopausa apresentam maior risco de desenvolver câncer de mama invasivo ou morrer da doença de acordo com os resultados de um estudo de 11 anos.

Imagem: Obit-mag.com

Mulheres que tomam hormônios usando uma combinação de estrogênio e progesterona tiveram 1,25 vezes mais chances de desenvolver câncer de mama invasivo e duas vezes mais probabilidade de morrer de câncer de mama do que as mulheres que tomaram placebo durante o período de estudo.

O estudo é um acompanhamento dos participantes do Women’s Health Initiative, que consistia em vários estudos clínicos envolvendo mais de 100.000 mulheres. Em 2002, uma pesquisa clínica dos efeitos da terapia hormonal de estrogênio e progesterona foi interrompida após cinco anos e meio, quando os investigadores descobriram que o tratamento aumentava o risco de câncer de mama invasivo em cerca de 25 por cento.

Este novo estudo foi capaz de olhar para o efeito da terapia hormonal por um período de tempo maior e foi o primeiro a avaliar o risco de morte por câncer de mama.

Os resultados sugerem que mulheres que tomam esses hormônios devem seguir, rigorosamente, as recomendações atuais, que é usar a menor dose pelo menor período de tempo possível, disse o pesquisador Dr. Rowan Chlebowski, do Los Angeles Biomedical Research Institute no Centro Médico Harbor-UCLA em Torrance, Califórnia.

As mulheres também poderiam parar o tratamento após um ano ou dois, para experimentar se haveria melhora nos sintomas da menopausa, disse ele. “Eu acho que esses dados sugerem que, talvez ,as mulheres deveriam pensar em parar após algum tempo e ver se elas ainda precisam do tratamento, pois os sintomas relacionados com a menopausa poderiam ter uma melhora”, disse Chlebowski.

Após o período de acompanhamento de 11 anos, 385 mulheres que tomavam hormônios desenvolveram câncer de mama invasivo em comparação com 293 que tomaram placebo.

As mulheres que tomavam hormônios também foram mais propensas a desenvolver câncer que já havia se espalhado para os nódulos linfáticos: 81 mulheres contra 43 que estavam tomando placebo.

E um total de 25 mulheres morreram de câncer de mama depois de tomar hormônios, em comparação com 12 mulheres que tomaram o placebo. Isto significa que para cada 10.000 mulheres que usam a terapia hormonal, 2,6 morrem de câncer de mama por ano comparado com 1,3 mortes por ano das que não fazem o tratamento.

Por que a terapia hormonal aumenta o risco de câncer de mama?

O tecido mamário responde aos hormônios, como os que provocam a produção de leite após a gravidez. A terapia hormonal pode contribuir para o desenvolvimento do câncer de mama pois pode aumentar ou acelerar uma reação normal, Chlebowski disse.

Os hormônios também podem interferir na detecção do câncer de mama, impedindo a descoberta do câncer até que tenha alcançado um estágio mais avançado, ele disse. Em um estudo anterior, Chlebowski e seus colegas descobriram que mamografias em mulheres sob terapia hormonal foram menos capazes de detectar câncer de mama.

“Os tumores estavam se escondendo no seio e ficando maiores, mas eles não puderam ser detectados”, disse Chlebowski.

Depois que muitas mulheres americanas na fase de pós-menopausa pararam de tomar os hormônios estrogênio e progesterona houve uma diminuição dos casos de câncer de mama no país, disseram os pesquisadores, e os resultados do estudo sugerem que menos mortes por câncer de mama podem ser esperadas no futuro.

O novo estudo será publicado amanhã (20 de outubro) no jornal da American Medical Association.

About Luis Miranda
The Real Agenda is an independent publication. It does not take money from Corporations, Foundations or Non-Governmental Organizations. It provides news reports in three languages: English, Spanish and Portuguese to reach a larger group of readers. Our news are not guided by any ideological, political or religious interest, which allows us to keep our integrity towards the readers.

Comments are closed.